A Libras é universal?

Muita gente, quando se depara com outras pessoas se comunicando em Libras ou ficam sabendo que alguém está estudando esta língua, logo perguntam se a Libras é universal ou se tem sinais regionais.

Neste artigo você irá encontrar mais informações sobre essa questão, capaz de causar dúvidas em muitas pessoas.

Libras é universal, mito ou verdade?

Mito! Libras é uma sigla que quer dizer Língua Brasileira de Sinais. Por aí já é possível entender que ela não é universal, mas composta com sinais de cada país.

Com isso, é possível dizer que essa crença de ser universal, na verdade se trata de um mito, provavelmente, criado por quem não tem conhecimento a respeito, o que não é nenhum crime.

E essa crença se dá por se compreender a língua de sinais como uma simplificação de códigos ensinados e transmitidos aos surdos em geral. É como se acreditássemos que a mesma língua é falada em todos os países, sem nenhuma variação ou regionalismo.

Apesar de ter certas semelhanças na estrutura das línguas, sejam elas de sinais ou orais, existe sim uma diferença, bem grande por sinal.

No entanto, quando pensamos em alguns aspectos como o uso das mãos, expressões corporais e faciais para sinalização, é possível dizer que existe uma universalidade.

E isso é uma facilidade para surdos de todo o mundo, pois dessa forma, deduzir o contexto de determinada frase fica mais fácil.

Agora com relação aos sinais propriamente dito e seus significados, esses de fato não são universais, tendo suas particularidades de um país para outro e, inclusive, entre diferentes regiões do mesmo país.

Libras e os sinais regionais

Como mencionei anteriormente, a Língua Brasileira de Sinais possui particularidades de uma região ou de um estado para outro.

Um exemplo disso é o sinal que representa a cor verde que recebe uma determinada forma em São Paulo e outra no Rio de Janeiro, mesmo tendo o mesmo significado.

Assim, é possível concluir que, as diferenças culturais e geográficas podem influenciar a composição dos sinais regionais, que sofrem variações linguísticas.

E muitas pessoas persistem na ideia de que a universalização das línguas de sinais seria um facilitador para a comunicação dos surdos de todo o mundo.  Mas isso não é verdade, assim como não é também para a língua oral.

A única semelhança que é possível notar de fato é o mecanismo utilizado para a expressão das palavras, frases, etc., ou seja, o corpo.

E pode sim haver alguma outra semelhança entre classificadores e sinais em especial, no entanto isso não é uma regra e se um surdo precisa ou quer se comunicar com outro de nacionalidade diferente, um deles irá precisar aprender a língua do outro para que isso se dê de maneira plena.

Veja mais: A Língua de Sinais e o Regionalismo

 

Neste artigo foi possível desmistificar a crença de que a Libras é universal. Ela é uma forma de comunicação brasileira, que tem suas particularidades, sinais regionais e diferenças com relação às demais línguas.

Como disse anteriormente, é possível que haja uma semelhança ou outra, entre uma linguagem e outra, mas isso não é um padrão nem uma regra.

Ficou com alguma dúvida ou deseja expor sua opinião? Então, me envie uma mensagem para que eu possa lhe ajudar e saber o que você tem a dizer!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *